as_48_leis_do_poder_robert_greene

As 48 Leis do Poder – Robert Greene
Lei 8 – Faça As Pessoas Virem Até Você – Use Uma Isca, Se For Preciso

O Julgamento

A Oitava Lei do livro “As 48 Leis do Poder” de Robert Greene é “Faça as pessoas virem até você – use uma isca, se necessário”. Esta lei destaca a importância de atrair os outros para seu campo de ação em vez de se colocar à mercê dos outros. Quando você faz com que as pessoas venham até você, você mantém o controle da situação e do ambiente. Assim, você pode manipular as circunstâncias a seu favor, criando vantagens estratégicas e mantendo sua posição de poder.

Lei Transgredida

Por exemplo, a transgressão desta lei pode ser observada na história do general romano Marcus Licinius Crassus. Durante a guerra contra os partos, Crassus foi atraído para uma emboscada ao seguir seu inimigo para território desconhecido e hostil. Ele perdeu a vantagem de escolher o campo de batalha e, como resultado, sofreu uma derrota devastadora. A imprudência de Crassus ao não atrair o inimigo para seu próprio terreno custou-lhe não apenas a batalha, mas também a vida.

Lei Observada

Em contraste, um exemplo de observância desta lei é a de Napoleão Bonaparte, que frequentemente atraía seus inimigos para terrenos escolhidos por ele. Em várias batalhas, Napoleão usou iscas para enganar seus adversários, fazendo-os avançar para posições desfavoráveis onde ele poderia atacar com vantagem. Ao atrair os inimigos para o campo de batalha de sua escolha, Napoleão manteve o controle e aumentou significativamente suas chances de vitória.

As Chaves do Poder

Consequentemente, para aplicar esta lei, é essencial criar situações que forcem os outros a se moverem em sua direção. Use incentivos e iscas para atrair as pessoas para seu campo de ação. Mantenha o controle sobre as circunstâncias, evitando agir sob a influência ou no terreno dos outros. Além disso, aprenda a identificar e explorar as fraquezas e necessidades dos outros para criar uma atração irresistível. Ao fazer isso, você garante que suas interações ocorram em condições favoráveis e sob sua supervisão.

O Inverso

No entanto, a inversão desta lei deve ser aplicada com discernimento. Em algumas situações, pode ser necessário ir até os outros para estabelecer confiança e colaboração. Especialmente em negociações sensíveis ou diplomacia, mostrar flexibilidade e disposição para se deslocar pode ser visto como um gesto de boa fé e respeito. Portanto, saber equilibrar quando atrair e quando ir até os outros é crucial para manter relações produtivas e estratégicas.

A Imagem

Igualmente importante, a imagem que define esta lei é a de um pescador com uma isca. O pescador lança a isca na água e espera pacientemente que o peixe venha até ele. Da mesma forma, você deve atrair as pessoas para sua esfera de influência, oferecendo algo desejável e mantendo a paciência até que mordam a isca. Esta imagem simboliza o controle e a paciência necessários para manipular situações a seu favor.

A Autoridade

Além disso, Baltasar Gracián reforça esta ideia ao afirmar que “a sabedoria é a arte de saber o que se deve desprezar”. Gracián compreendia que a habilidade de atrair os outros sem se expor desnecessariamente é um sinal de poder e sagacidade. Ele enfatizava que é melhor controlar as circunstâncias do que ser controlado por elas, uma filosofia central para a aplicação desta lei.

Interpretações

  • O Julgamento desta lei é a importância de fazer com que as pessoas venham até você para manter o controle da situação.
  • A Lei Transgredida é exemplificada por Marcus Licinius Crassus, cuja imprudência ao seguir seu inimigo levou a uma derrota devastadora.
  • A Lei Observada é bem representada por Napoleão Bonaparte, que atraía seus inimigos para terrenos escolhidos por ele para garantir a vantagem.
  • As Chaves do Poder incluem criar situações que forcem os outros a se moverem em sua direção, usando incentivos e iscas e mantendo o controle sobre as circunstâncias.
  • A Inversão pode ser relevante em negociações sensíveis onde a flexibilidade é necessária.
  • A Imagem do pescador com uma isca simboliza o controle e a paciência necessários para atrair as pessoas para sua esfera de influência.
  • A Autoridade de Baltasar Gracián reforça a ideia de controlar as circunstâncias em vez de ser controlado por elas.

Sobre o Autor

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress

Solicitar Exportação dos Dados

Use este formulário para solicitar uma cópia de seus dados neste site.

Solicitar a remoção de dados

Use este formulário para solicitar a remoção de seus dados neste site.

Solicitar retificação de dados

Use este formulário para solicitar a retificação de seus dados neste site. Aqui você pode corrigir ou atualizar seus dados, por exemplo.

Solicitar cancelamento de inscrição

Use este formulário para solicitar a cancelamento da inscrição do seu e-mail em nossas listas de e-mail.